Investidura dos Novos Ministros da Eucaristia

Nossa paróquia recebeu novos Ministros da Eucaristia

EUCARISTIA O PÃO DA UNIDADE dos discípulos e missionários de Jesus…

 

Tudo acaba se convergindo a Eucaristia… e todo o verdadeiro discípulo acaba por se tornar um missionário, pois a Eucaristia é um impulso a levar a Boa Noticia de Jesus aos mais pobres, famintos e deserdados deste terra um impulso de amor e fraternidade que exige também a levar o anuncio do reino…

 

ministrosNeste domingo 26, dezenas de novos Ministros da Sagrada Comunhão receberam a missão de se tornarem anunciadores da misericórdia de Jesus bem como de sua presença sacramental na Eucaristia, mas o que de fato faz o Ministro da Eucaristia? vamos ver um pouco da função que essas mulheres e homens assumiram diante da comunidade e de seu pároco Pe. Manuel :

 

De acordo com as normas estabelecidas pelo Cânon Católico (Cân.230 § 3), entre as principais funções exercidas por um Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão (MESCE) na comunidade católica estão: o papel de agente de pastoral, visitação aos doentes, levando-lhes a Sagrada Comunhão; auxílio aos Ministros Ordenados nos atos litúrgicos, distribuindo a Sagrada Comunhão e servindo o altar, quando necessário; e dirigir a Celebração da Palavra ou Culto Dominical, na ausência do diácono, ou quando solicitado pelo pároco.

 

Os ministros da Comunhão Eucarística devem colocar seu ministério acima de tudo, isto implica disponibilidade e presteza. Deve saber que ao transportar a Eucaristia para as pessoas enfermas deve lembrar que neste momento ele se transforma em um sacrário vivo. Por isso deverá fazê-lo respeitosamente e durante o trajeto procurar fazer orações e estar sempre em adoração.

 

Após o Concílio do Vaticano II (1962-65), o Papa Paulo VI autorizou a instituição dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MESCE), fiéis  leigos cuja missão é facilitar aos celebrantes a distribuição da S. Comunhão em igrejas, capelas, hospitais, aos doentes nas casas e outros lugares, desde que o sacerdote não possa fazer isso. A Santa Sé alerta, porém, que o exercício desse ministério deve conservar o seu caráter supletivo e extraordinário, não dispensando os Ministros Ordinários (Bispos, presbíteros, diáconos) de fazer a sua parte.

 

Como ser um MESCE

Mais que desejo e interesse pessoal de servir a Igreja, para ser um MESCE é preciso ser escolhido pelo pároco e atender alguns requisitos, como: ser uma pessoa idônea; ter 21 anos de idade (idade mínima estabelecida por esta Arquidiocese); ter participação ativa na comunidade e por ela ser bem aceito; ter condições e querer preparar-se para o ministério (CDC Cân.231 § 1); ter grau de cultura suficiente para se comunicar e exercer bem a sua missão; ter boa reputação, pela fé e pelo modo cristão de viver; entre outros.

É também importante que o MESCE conheça a “Instrução Geral do Missal Romano”, que disciplina a celebração da Santa Missa. Muitos procedimentos são feitos de maneira errada porque não se conhece ou não se observa essa Instrução.

 

“Qual é o campo de ação ou a missão do ministério eucarístico?

 

1ºLevar Jesus aos enfermos;

2ºDar Jesus em comunhão. Dar a comunhão é dar Jesus aos que querem recebê-lo; é provocar encontro entre Jesus e o comungante;

3º Celebrar a palavra ou o culto dominical, na ausência do padre ou diácono;

4º Promover a Adoração a Jesus na Eucaristia nas pastorais ou movimentos, na ausência do padre ou diácono;

5º Cuidar das coisas ligadas a Jesus Eucarístico.

6º Celebrar as exéquias,  na ausência do padre ou diácono;

 

O MESCE não é um mero “despachante rápido e prático”. Deve ter amor às coisas sagradas deve tornar espontânea a observância de tais instruções.

 
(Visited 237 times, 1 visits today)

Cadastre o seu email